sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Redefinindo passos

Redefinir, já que o planejado antes não ocorreu. É isso que tenho feito nas últimas semanas, pensado um pouco sobre o que irá ocorrer daqui há 4 meses quando minha gestão como Diretor de Marketing acaba na AIESEC do Brasil. Engraçado imaginar que talvez não estarei em SP, que não dividirei a casa com 10 ou mais pessoas (ultimamente têm 14), que não terei mais o cargo de diretor na asinatura de email e me tornarei alumnus de uma organização na qual estou há quase 4 anos.

Ao mesmo tempo, estou me sentindo bem com a idéia de sair do conforto, de não saber para qual dos 107 países que a AIESEC está eu irei - tenho uma certeza: farei meu intercâmbio profissional, irei trabalhar fora do país com marketing e conhecerei uma nova cultura, se Deus quiser!

Tenho aproveitado esses últimos meses aqui na AIESEC. Há duas semanas fui para Ribeirão Preto ajudar na revisão do planejamento deles, foi muito bom rever o pessoal que eu tenho dado suporte há algum tempo!

Tenho saído bastante em SP também, mas a cidade continua imensa e a cada lugar que eu vou conheço um pouco mais dessa diversidade que quem mora em São Paulo conhece bem.

Como a vida não é só lazer, tenho trabalhado mais ainda, porém, sem sobrecarga, sem stress e cada dia mais satisfeito com o que eu tenho desenvolvido, e aprendido. E como tenho aprendido!!! Marketing de relacionamento, desenvolvimento de produtos, posicionamento on line, padronização e alinhamento em comunicação, enfim...em 1 ano, a experiência aqui no MC (comitê nacional) tem me proporcionado o que eu demoraria bons anos para absorver no mercado.

Espero que esse know-how seja o diferencial para uma carreira bem sucedida, e que me permita, além de trabalhar, manter os meus momentos de lazer. Sobre isso eu tenho refletido bastante, e nessa semana que passou, tive a oportunidade de conversar com a VP RH de uma empresa multinacional que me alertou sobre a ambição que muitos jovens têm hoje e acabam perdendo uma boa parte da vida, virando noites e fins de semana para acumular alguns milhares ou mesmo milhões de reais na conta - "Será que essa vida é sustentável?", ela me perguntou. Ao meu ver não. Quero trabalhar com o que eu gosto, me permitindo viver, aproveitar, afinal a vida passa, e rápido. E com isso eu continuo aproveitando, sem pensar demais, sem ansiedade demais, coisas boas virão, é só acreditar!

5 comentários:

Bárbara Teles disse...

Nó fofo!
Aproveita mesmo porque a saudade é maior do que a gente imagina... a gente sabe que vai acontecer, mas nunca estaremos preparados...

o que é seu tá guardado. Curta também esses momentos incertos, faz parte!

to ai com vcs, sempre!!

Lívia Cruz disse...

Marcelinho querido!
Só pra constar...adoro ler teu blog!
Acho q no fim todos os aiesecers se identificam com esses momentos que vc descreve. Já passamos ou passaremos por isso uma, duas, tres ou mil vezes na AIESEC.
Só sei de uma coisa: o que vc decidir te trará exito e felicidade, pois vc merece super!
Bjao querido
PS: Ai como queria tah nesse REPLAN de RP tb!!!!!!!!! Saudade de vcs!

Henrique Vedana disse...

Tchê Marcelinho!

Estou chegando no Brasil agora no comecinho de abril, e fico por aí por 2 meses. Já marca na agenda aquele chopps pra por os papos em dia, inclusive falar de decisões de futuro!

Grande abraço
Veds

Marcelinho disse...

Valeu gente! veds pode deixar que a gente marca sim...me avisa qdo estiver chegando! Abs

Raphael Camargo disse...

Fala Marcelinho,

Saudades de você coach, espero ter essa maturidade e experiência tua ao terminar meu termo de MC também. Passei a admirar você mais ainda durante esse ano. Tenho certeza que teu futuro de sucesso está guardado, resta a você apenas ir atrás de encontrá-lo.

Abs

PS1: Que pena que não pude estar no PLAN de RP...

PS2: Precisando de alguma coisa, a Guatemala está de portas abertas

PS3: Não vai parar de escrever nesse blog só porque não estará mais no MC hein?