sexta-feira, 13 de junho de 2008

Se adaptando a correria

Essa foi mais uma semana intensa aqui em SP. Acordar na segunda de manhã, após a festa junina da ESPM, na qual me surpreendi com a proporção de mulheres mais gatas por metro quadradro, iniciamos mais uma semana de transição. Novas sessões, muito conteúdo, reuniões marcadas e algumas cervejas aos finais de noite para relaxar.

Na quarta feira foi show de bola! Fomos para a casa da Wilma, nossa coach aqui no MC para realizar nossa primeira sessão em time, na qual ela apresentou o cronograma do programa de coaching. Ela é responsável por se reunir com cada um do time uma vez por mês para questionar nossa experiência, aprendizado e ambições futuras, pessoais e profissionais. Esta é uma das partes que mais vale a pena na AIESEC do Brasil, investir em você mesmo!

Fora isso, café da manhã na Artemisia, reunião com a McKinsey, idas ao banco e ao Pão de Açucar, trânsito, dia dos namorados em companhia dos solteiros da casa, pizzas, esfilhas do Habibs, mais macarronada, whisky do Blates (um dos que mora conosco), noites na internet e muito trabalho a ser entregue. Ah, rolou também um dia na academia, no qual quase morri após 3 anos de sedentarismo...vou começar a mudar essa rotina!

Amanhã tem festa de transição das diretorias, marcada para começar às 18hrs em um bar aqui da Vila Mariana...difícil vai ser finalizar todos os trabalhos que me restam da facul no domingo de manhã, mas prá quem já está enfrentando tantas coisas novas ao mesmo tempo, isso vai ser relativamente tranquilo!

Ah, já ia me esquecendo...Hoje recebemos um convite bem inusitado de uma das gringas que mora no Brasil: participar da "World Naked Bike Ride"um passeio de bike por SP totalmente nú como forma de manifestação contra os veículos. Ao abrir meu email me deparei com a seguinte gravura:

É isso mesmo, amanhã as pessoas irão se concentrar na Av. Paulista às 14hrs para iniciar a corrida dos pelados, todo mundo nú em suas bikes na maior cidade do país. Eu não vou participar, mas estamos pensando em dar uma passada por lá para conferir de perto mais uma das milhares de loucuras que acontecem por aqui. Agora deixa eu ir, sexta feira não é dia de ficar em casa!

Um comentário:

Ricardo Blattes disse...

Tchê, tava mais do que na hora de tu largar essa vida boêmia e começar a fazer um exercícios! Se São Paulo é uma correria, o negócio é correr!
Abração